JEEP WILLYS 1963

WILLYS - JEEP CJ5 1963
Cor: Verde Box (do Uno 2015).
Motor: AP 2.0 (Gasolina) com injeção eletrônica.

Este é o Frankstein, meu Jeep 1963. A escolha do nome é um pouco óbvia. O carro foi totalmente reformado, porém, com muitas adaptações. 

Carroceria
Quando comprei este JEEP Willys ele era quase totalmente original, porém, faltando muitas coisas e também com muitos problemas.

A ideia inicial era manter a originalidade, mas, depois de muito pensar e pesquisar decidi pela carroceria de fibra. Cheguei à conclusão que manter a carroceria original, de ferro, só vale à pena se estiver muito boa ou se o dono quiser realmente manter a originalidade. Não era o meu caso. A carroceria não estava Boa para restauração e, como iria mudar outras coisas também o caso não seria mais original.

Motor original 6 cilindros ou motor AP?

Optei por trocar o motor também, além da carroceria. Adquiri um motor AP 2.0, com injeção eletrônica, a gasolina, de um Santana/VW. Foi realmente a melhor escolha. Explico.

Inicialmente a ideia era manter o carro o mais original possível, porém, li muito a respeito e conversei com algumas pessoas sobre este assunto. Para quem pretende ter um carro para usar no meio urbano, não ter problemas 

O motor original ia dar muito trabalho para restaurar, o custo seria altíssimo e, ainda assim, não iria atender às minhas expectativas.
O dono original utilizava como combustível o gás de cozinha, pois trabalhava com o carro em uma fazenda.

Mecânica Geral

A suspensão foi toda refeita.
Instalei a direção hidráulica do Santana,
Coloquei freio a disco nas quatro rodas, adaptei a caixa de marcha de Chevette.

Estou utilizando a pedaleira de uma Caravan / GM.


Nenhum comentário:

Postar um comentário